Impermanência do Corpo

Reflexão Contemplativa


- Para fazer essa contemplação, você pode se sentar numa cadeira, em sua cama ou no chão numa almofada. O importante é que mantenha a coluna ereta naturalmente e os ombros relaxados.

- Antes de começar, faça três respirações profundas, soltando o corpo a cada expiração, relaxando-o completamente.

- Agora se concentre em seu corpo, nas sensações táteis ao longo do corpo, no movimento que ele faz quando você inspira e expira naturalmente. Simplesmente observe por uns dois minutinhos.

- Vamos contemplar um pouco sobre a impermanência do corpo. Você pode ler o texto a baixo e depois refletir sobre ele do seu jeito, ou ler por partes, fazendo pausas, e refletir. Você pode usar da imaginação ou da recordação para dar mais vivacidade a sua contemplação, se assim quiser.

Foque sua atenção na imagem que tem de si mesmo. O seu corpo nem sempre foi assim. Houve um tempo que você era um feto na barriga de sua mãe. E esse feto cresceu e se tornou um bebê.

Antes seu mundo era restrito... E com seu nascimento, um mundo de sons e imagens passou a existir.

Você dependia completamente de seus pais ou de quem cuidou de você. E aos poucos foi crescendo e aprendendo a lidar com esse novo mundo.

Houve o tempo de ir para creche ou para escola, você já estava mais crescidinho ou talvez fosse ainda um bebê. E à medida que foi crescendo, novas experiências foram surgindo.

Você passou da fase de criança para um corpo com novas sensações, fruto da época da adolescência. Junto com essas sensações, vieram outras compreensões de como o mundo parecia ser. Talvez tudo fosse bem confuso... Talvez você tenha ficado deprimido, ansioso, desencorajado.

Daí por diante seu corpo cresceu até um ponto de não crescer mais em sua altura, passando a mudar em sua aparência, caminhando para a fase adulta e, consequentemente, para a velhice.

Mesmo que você ainda não tenha chegado lá, a cada ano seu corpo caminha para o envelhecimento e para morte. A cada aniversário, um ano a menos... Pode ser que a morte venha antes, ou bem depois, mas com certeza ela virá. É o ciclo constante da vida e da morte.

Olhe para sua vida até agora e perceba a impermanência, o constante mudar das coisas a cada momento... Coisas boas e ruins já passaram. O que você aprendeu com elas?

A impermanência em si não é algo ruim. O como você lida com ela, o seu apego às coisas, é que pode lhe trazer sofrimento. A impermanência lhe inspira a viver no aqui e agora. É por causa dela que você pode escolher! Então, escolha com consciência e amor.

- Para finalizar:

Agradeça pela sua vida até então, mesmo que você não esteja contente com ela. A gratidão abre novas possibilidades!

“O que mais é possível?” 

“Como pode melhorar?” (1)



Áudio da Prática 





Nota:

(1) Perguntas que são ferramentas de expansão da consciência do Access Consciousness. Quando você fica na pergunta, você está diante de inúmeras possibilidades, e se abre para perceber o caminho.

Access Consciouness - Site Oficial
Vídeo sobre Perguntas